12 de mai de 2010

Agrotóxicos - perigo no prato

O Brasil é o campeão mundial no uso de agrotóxicos. Apesar de aumentar a produtividade na lavoura, seu uso acarreta problemas de saúde e perda da biodiversidade, contaminando o solo, a água, a flora e a fauna.
Devido ao clima tropical, à incipiente informação por parte dos fabricantes e ao monitoramento precário do poder público, muitos agricultores não têm o necessário cuidado ao manipular os produtos. Em 2007, 3.306 produtores sofreram intoxicação pelas substâncias no País e, desses, 23 morreram.
Diversos estudos apontam para casos de câncer, alterações hormonais e riscos maiores de distúrbios neurológicos, em especial a depressão, que pode levar ao suicídio, em pessoas expostas a agrotóxicos por longos períodos.
 
Leia mais: e-campo

Um comentário:

Agatha S disse...

A carne dos animais contém os compostos químicos que foram acumulados em seu organismo ao longo dos anos. Estudo realizado com o leite de mulheres vegetarianas mostrou que seu teor agrotóxico é quatro vezes menor do que o encontrado no de mulheres onívoras. Isso mostra que a contaminação maior ocorre pelo consumo de carne. Em diversas fazendas pode ser aplicados no lombo dos animais carrapaticidas e produtos repelentes em enormes doses. Diversos compostos ficam acumulados no tecido adiposo dos animais e são posteriormente ingeridos por seres humanos. Retirado do livro "Virei vegetariano, e agora?".

Postar um comentário

/